© Pedro Macedo

Inês Fonseca Santos

BIO (3.ª pessoa)

Inês Fonseca Santos (Lisboa, 1979) é jornalista e escritora. Tirou o curso de Direito (Faculdade de Direito de Lisboa) e fez o mestrado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea (Faculdade de Letras de Lisboa). Na televisão, trabalhou como jornalista em vários programas de divulgação cultural, tendo sido editora e apresentadora de alguns deles. Escreveu o ensaio A Poesia de Manuel António Pina O Encontro do Escritor com o seu Silêncio (Dep. Estudos Românicos da FLUL), reeditado no volume Regressar a Casa com Manuel António Pina (Abysmo), que inclui ainda o filme As Casas Não Morrem, feito em parceria com Pedro Macedo; a biografia Produções Fictícias 13 Anos de Insucessos (Oficina do Livro); Vale a pena? Conversas com escritores (Fundação Francisco Manuel dos Santos); os livros de poesia As Coisas, com desenhos de João Fazenda, A Habitação de Jonas, com ilustrações de Ana Ventura, e Suite Sem Vista, com capa de Francisco Vidal (todos da Abysmo); os livro infantojuvenis A Palavra Perdida, ilustrado por Marta Madureira (Arranha-Céus) e distinguido com o Prémio SPA para melhor livro infantojuvenil em 2016; José Saramago — Homem-Rio, ilustrado por João Maio Pinto e incluído na colecção «Grandes Vidas Portuguesas» das editoras Pato Lógico e INCM; e Vincos, uma edição da APCC ilustrada por Nicolau que assinala os 500 anos da Utopia de Thomas More. Escreveu para o Prontuário do Riso (Tinta-da-china) e colaborou com várias revistas: Ficções, Relâmpago, Textos e Pretextos, Elle, Vogue…. Foi coordenadora do programa de rádio A História Devida (Antena 1 / Produções Fictícias), foi uma das Condutoras de Domingo (Antena 3 / Produções Fictícias) e organizou, com Nuno Artur Silva, a Antologia do Humor Português (Texto). Na Casa Fernando Pessoa, coordenou o ciclo Humor de Pessoa (2013) e foi responsável, com Filipa Leal, pelos debates Os Espaços em Volta. A convite da Fundação Calouste Gulbenkian, comissariou o colóquio É então isto para crianças?: Criações para a infância e a juventude. No Teatro Nacional D. Maria II, assina, com Maria João Cruz, a dramaturgia e a selecção de textos dos espectáculos para a infância que integram o projecto Boca Aberta, encenados por Catarina Requeijo; na Fábrica das Artes / CCB tem sido formadora da equipa de Embaixadores do Festival Big Bang; e no São Luiz Teatro Municipal, coordenou o ciclo Poesia-me. É coeditora e coapresentadora do programa Todas as Palavras (RTP3).

BIO (1.ª pessoa)

Nasci em Lisboa, a 13 de Janeiro de 1979 (não era sexta-feira, e ainda assim dei em supersticiosa). Fiz a família esperar porque me demorei mais do que seria suposto na barriga da minha mãe. Talvez seja por isso que agora não deixe ninguém à espera: sou conhecida por chegar sempre antes do tempo. Não exijo o mesmo aos outros. Nem à poesia. Pelos amigos, pela família, pela poesia, sou capaz de esperar o necessário. Eis a razão que explica porque só publiquei o meu primeiro livro aos 32 anos e porque só fui mãe aos 33. Enquanto espero, costumo recordar quem outrora fui: já fui mais pragmática, por exemplo, quando quis ser advogada, ter salário certo, férias pagas, uma casa com jardim e muitos filhos. Tirei o curso de Direito, de facto, porque sou paciente, mas depressa compreendi que devia estudar Literatura para poder ser o que melhor me define: uma leitora. Ao mesmo tempo, comecei a trabalhar como jornalista na área da divulgação cultural. Sou freelancer, o que simultaneamente me dá e rouba liberdade — é tudo demasiado incerto. Não tenho férias pagas; porém, o meu apartamento fica à porta do jardim mais bonito da cidade. Tenho um só filho, e um só tem bastado para me alimentar o espanto. Isso é o que se tem mantido intacto dentro de mim: a infância.

12:00H | Saramago para jovens

Programa Literário 29 novembro

Pavilhão de Portugal | Conversa

Convidados: Inês Fonseca Santos / José Luís Peixoto

Moderação: Pablo Raphaël


16:00H | Apresentação de livro de Adélia Carvalho

Programa Literário Dia 29 novembro

Pavilhão de Portugal | Apresentação

Convidados: Adélia Carvalho

Moderação: Inês Fonseca Santos


12:00H | Quando a poesia muda de pele

Programa Literário 30 novembro

Pavilhão de Portugal | Conversa

Convidados: Inês Fonseca Santos / Rui Cóias

Moderação: Blanca Luz Pulido


18:30H | As mulheres na literatura portuguesa

Programa Literário 1 Dezembro

Salão 1 | Conversa

Convidados: Inês Fonseca Santos / Isabel Rio Novo

Moderação: Silvia Castillero


×