© Direitos Reservados

José Manuel Cortês

BIO (3.ª pessoa)

José Manuel Cortês nasceu em 1951. É licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa e concluiu a componente escolar do Mestrado em Literaturas Modernas Comparadas da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Depois de uma passagem como professor do ensino secundário, trabalha, desde 1978, no setor cultural do Estado. Iniciou esta atividade integrando os Gabinetes de diversos Secretários de Estado da Cultura, com o objetivo de organizar os seus serviços de informação e comunicação. A partir de 1983, participa das equipas de animação cultural da Direção-Geral da Ação Cultural, com funções de chefia intermédia, com o fim de desenvolver e consolidar as primeiras estruturas culturais descentralizadas, coordenar várias ações de formação de animadores culturais, colaborar na elaboração do curriculum dos primeiros cursos superiores de Animação Cultural, participar em diversas equipas interdisciplinares de investigação sobre as práticas culturais da população portuguesa e, por fim, contribuir para a implantação do serviço que estruturou a itinerância de espetáculos em todo o país.

A partir de 1987, integra os quadros do extinto Instituto Português do Livro e da Leitura, passando, desde essa altura, a exercer funções de chefia intermédia e superior nos organismos da administração central que promovem o livro e a leitura. Pertenceu a diversas comissões que se têm debruçado sobre a situação da edição e da comercialização do livro em Portugal. Elaborou e participou na execução de diversas políticas para o setor do livro, nomeadamente na implantação de programas de apoio à criação e edição, de promoção da leitura, de afirmação internacional do autor e da criação literária portuguesa.

Integrou, por diversas vezes, a Comissão Nacional do Plano Nacional de Leitura.

Foi tradutor, participou na criação de guiões de cinema, fez parte das equipas de produção de programas culturais dos canais públicos de televisão. Foi crítico literário, nos anos oitenta e noventa do século passado, de diversos órgãos de comunicação social escrita, pertenceu ao júri de diversos prémios literários e tem secretariado, desde a sua criação, o júri do Prémio Camões, o mais importante prémio literário do espaço de língua portuguesa, nas reuniões em Portugal.

Entre 2007 e 2009, foi Subdiretor-Geral do Livro e das Bibliotecas e, entre 2011 e 2015, foi Diretor-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas. Nessa qualidade, coordenou a reestruturação deste organismo. Participou na organização de diversas presenças de Portugal como país convidado em feiras do livro internacionais desde os finais dos anos noventa.

Presentemente é Subdiretor-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

11:00H | Programas de apoio à tradução e à edição

Programa profissional Dia 27 novembro

Pavilhão de Portugal | Apresentação
Convidados: Cristina Caetano / José Cortês


×