© Direitos Reservados

Marcelo Teixeira

BIO (3.ª pessoa)

Nasceu em 1964, em Pinhal do Norte, concelho de Carrazeda de Ansiães.

Em 1990, começou a estudar Arqueologia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), curso que não termina, tendo-se licenciado em História, na mesma faculdade, em 1995.

Em 2003, começou a sua atividade editorial na Oficina do Livro, onde foi diretor até 2012. Em 2013, funda a editora Parsifal, de que é diretor-geral. Ao longo do seu percurso editorial foi responsável pela publicação de centenas de obras, com destaque para os escritores mexicanos José Emilio Pacheco, Eduardo Antonio Parra, David Toscana, Guillermo Arriaga, entre outros. Participou em feiras de livros internacionais como Frankfurt, Guadalajara, Rio de Janeiro, Madrid, Londres, etc.

Participou em inúmeros colóquios e frequentou vários cursos, nomeadamente: Curso de Auxiliar Técnico de Arqueólogo (ARQA, 1988); Curso «Mediterrâneos e Atlânticos» (C. M. Cascais/FLUL, 1995); Curso «Movimentos Sociais e Poder» (C. M. Cascais/FLUL, 1995); Curso de Especialização em Ciências Documentais (FLUL, 2003); Curso de Técnicas de Animação Cultural (C. M. Amadora, 2004); Curso de História de Arte (Sociedade Nacional das Belas-Artes, 2010/2011); e Curso «Imagens e Discursos Sobre a Colonização e Ocupação Ibérica da América» – Universidade Nova de Lisboa (UNL), 2016.

É investigador do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL.

Por convite do embaixador do México em Portugal, D. Mauricio Toussaint, proferiu em novembro de 2008 na Reitoria da UNL a conferência «Escritores Estrangeiros no México», no âmbito da assinatura do protocolo de colaboração entre a Faculdade de Economia da UNL e diversas universidades mexicanas. A convite do Instituto Camões, proferiu na Facultad de Filosofía y Letras da UNAM) a conferência «O Estado Novo Português – Meio Século de Ditadura» (novembro de 2012).

Apresentou o programa de rádio As Margens do Silêncio e divulgou durante dois anos a literatura latino-americana na revista  Magazine Artes. Tem escrito com regularidade sobre a História e a Cultura mexicanas em jornais e revistas, em Portugal e no México (Diário de Notícias, Público, Newsletter da Câmara de Comércio Luso-Mexicana, La Jornada de Morelos, etc.). É diretor da revista O Foguete, da Associação de Amigos do Museu Nacional Ferroviário, de que é vice-presidente.

É coautor das obras Terna Ausência (Lisboa, 2005) e Santo Ofício (Lisboa, 2006) e autor de Camino al Volcán (Cuernavaca, 2009) e História(s) do Estado Novo (Lisboa, 2012).

×