© Direitos Reservados

Ricardo Viel

BIO (3.ª pessoa)

Ricardo Nunes Viel nasceu em São Paulo, Brasil, em 1980. Estudou Ciências Sociais na Universidade Federal de Santa Catarina, sem concluir o curso, e graduou-se em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí. Em 2001 fez parte de um intercâmbio universitário na Universidad de La Rioja, em Logroño, Espanha, onde viveu por um ano. Trabalha como jornalista desde 2005. Em 2007 participou no programa de trainee da Folha de S. Paulo, jornal onde trabalhou por 3 anos. Passou também pelas redações do Última Instância e da Record. Vive na Europa desde 2011 e continua a colaborar com diversas publicações brasileiras e estrangeiras, entre elas as revistas Piauí, Bravo, Carta Capital, Líbero, Arcadia, Suplemento Pernambuco, Cesárea, Retrato do Brasil, Revista Continente e Revista da Cultura, e os jornais Valor Econômico, Portfólio, Globo e Clarín. Colabora também com o projeto «Correio Instituto Moreira Salles», para onde escreve sobre correspondências.

Realizou, entre 2006 e 2007, um especialização em tradução/espanhol na Universidade Gama Filho, em São Paulo. É mestre pela Universidade de Salamanca (Espanha) em Estudos Latino-Americanos, com ênfase na área de Literatura. Escreveu a sua tese sobre a obra do jornalista e escritor argentino Tomás Eloy Martínez.

Em 2009 participou na oficina de jornalismo &quot, Como se escreve um periódico &quot, comandada por Miguel Ángel Bastenier, na FNPI (Fundación Gabriel García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano), em Cartagena de Índias, Colômbia.

Atualmente reside em Lisboa, trabalhando na Fundação José Saramago como diretor de comunicação desde 2013. Foi responsável pela curadoria de diversas exposições relacionadas com a obra de José Saramago, não só em Portugal mas também em Espanha e no Brasil. Em 2017 foi responsável pela programação cultural da Casa Amado e Saramago, na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), no Brasil.

É um dos organizadores do livro Com o mar por meio – uma amizade em cartas, volume que reúne a correspondência entre José Saramago e Jorge Amado, publicado em 2016 no Brasil, pela Companhia das Letras, e em Portugal, pela Companhia das Letras Portugal.

Em 2018 publicará o livro Um país levantado em alegria, que aborda os 20 anos do Prémio Nobel de Literatura atribuído a José Saramago. A obra será editada em espanhol pela Alfaguara e em português pela Porto Editora e Fundação José Saramago.

15:00H | Apresentação do livro Un país levantado en alegria (Alfaguara)

Programa profissional Dia 28 novembro

Pavilhão de Portugal | Apresentação
Convidado: Ricardo Viel / Mayra Gonzalez / Jerónimo Pizarro

Moderação:


×